Segunda-feira, 6 de Junho de 2005

Reguengos - (Conde Monsaraz)

mons.jpg





Inverno, manhã cedo. A luz que banha


A paisagem é gélida e cinzenta;


A vaga pompa do cenária ostenta,


Ao largo, as serras húmidas de Espanha.





Hortas, vinhedos e a carcaça estranha


De Monsaraz, numa ascensão violenta;


A erva tenrinha os gados apascenta,


Que em tons de bronze a terra desentranha.





E eu olho essa paisagem dolorida,


Testemunha que foi da minha vida,


Povoada agora de visões errantes...





Eu olho-a e dentro da minha alma afago-a,


Que os seus olhos longínquos, rasos de água,


São hoje os mesmos que me olhavam dantes.

publicado por Lumife às 04:25

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. ...

. ...

. ...

. Das utopias

. ...

.

.

.

.

.

.arquivos

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Março 2006

. Dezembro 2005

. Outubro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds